Popular
GUADALUPE PI

Usina de Boa Esperança passará por vistoria para evitar tragédia como Brumadinho

O empreendimento Boa Esperança é gerido pela Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf), é do tipo barragem, atualmente está na categoria de risco baixo e dano potencial alto.

09/02/2019 09h19
Por: Redação II
Fonte: Cidade Verde
Reprodução
Reprodução

A Usina Hidrelétrica de Boa Esperança, no município de Guadalupe, a 380 km de Teresina, é uma das 142 usinas a serem fiscalizadas até maio de 2019 pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).   A fiscalização acontece após o rompimento da barragem da Vale na Mina do Feijão em Brumandinho MG. Os dados mais recentes são de 150 pessoas encontradas sem vida, e mais de 182 continuam desparecidas.

A barragem de Boa Esperança é a maior do Estado, com mais de cinco bilhões de metros cúbicos de água e a que fornece energia ao estado. 

De acordo com a Aneel, as fiscalizações serão iniciadas na terça-feira (12) e farão parte de uma força-tarefa para verificar in loco as barragens em que as usinas estão instaladas.  As fiscalizações ocorrerão em 18 estados, além do Distrito Federal, e correspondem a primeira etapa. 

A segunda será realizada entre maio de dezembro desse ano nas barragens de hidrelétricas classificadas como "Dano Potencial Alto". Somando as duas etapas serão fiscalizadas 335 empreendimentos em todo o país. A Agência ressalta que essa classificação não envolvem diretamente as condições estruturais das barragens, ela diz respeito à área afetada pela usina, se é, por exemplo, densamente povoada.  

"No dano potencial alto são compreendidos os seguintes aspectos: barragens com grandes reservatórios; existência de pessoas ocupando permanentemente a área a jusante da barragem; área a ser afetada apresenta interesse ambiental relevante ou é protegida e existência de instalações residenciais, comerciais, agrícolas, industriais de infraestrutura e serviços de lazer e turismo na área que seria afetada", explica a Aneel.

O empreendimento Boa Esperança é gerido pela Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf), é do tipo barragem, atualmente está na categoria de risco baixo e dano potencial alto. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.