Popular
Casa de Custódia
Descoberto plano de matança em massa de 260 presidiários na Custódia
Os policiais militares e agentes penitenciários impediram uma matança na Casa de Custódia de Teresina, no bairro Quilômetro Sete, na zona Sul da capital piauiense.

Visão Política Análise sobre a política local, estadual e nacional.

02/11/2018 10h44Atualizado há 6 meses
Por: Redação II
Fonte: Meio Norte
Reprodução
Reprodução

Os policiais militares e agentes penitenciários impediram uma matança na Casa de Custódia de Teresina, no bairro Quilômetro Sete, na zona Sul da capital piauiense.

Os policiais militares e agentes penitenciários descobriram durante um vistoria um buraco na cela 10 do Pavilhão D, que permitia a passagem dos detentos dos Pavilhões D e E, que são 280 presos, para os Pavilhões G e I, onde eståo presos 260 homens.

Com a descoberta do buraco, os agentes penitenciários e policiais militares ouviram um dos presos que furaram o buraco e ele confessou que os presos dos Pavilhões D e E iam matar os dos Pavilhões G e I porque estavam interceptando e ficando com maconha, pilhas e telefones celulares que eram jogados de fora da Casa de Custódia para eles

Seriam mortos, com pedaços de vergalhões, os presos dos Pavilhões G e I, onde ficam ameaçados de morte pelas facções, estupradores, feminicidas e gays.

A matança coletiva estava prevista para o banho de sol dos penitenciários nesta sexta-feira.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.