Sábado, 22 de Janeiro de 2022
86 99597 7698 - Visão Piauí
Brasil Tragédia em MG

Parte de cânion se desprende, atinge lanchas e deixa 2 mortos em Capitólio (MG)

O primeiro chamado sobre o acidente ocorreu pouco após às 12h30.

08/01/2022 17h00
Por: Direto da Redação
 Parte de cânion se desprende, atinge lanchas e deixa 2 mortos em Capitólio (MG)
Parte de cânion se desprende, atinge lanchas e deixa 2 mortos em Capitólio (MG)

A queda de parte de um cânion sobre lanchas que passeavam pelo lago de Furnas, em Capitólio (MG), deixou ao menos duas pessoas mortas, informou a Polícia Militar do estado na tarde deste sábado (8).

Mais cedo, o Corpo de Bombeiros tinha informado que 15 pessoas tinham ficado feridas. As informações ainda são iniciais, uma vez que a corporação informou que equipes ainda seguem para o local.

O primeiro chamado sobre o acidente ocorreu pouco após às 12h30. Ainda de acordo com as primeiras informações, ao menos uma pessoa não teria resistido aos ferimentos e morrido.

Um vídeo que circula pelas redes sociais mostra o momento em que uma grande rocha se desprende e atinge em cheio lanchas que estavam lotadas de turistas. Em outras imagens, é possível ver uma tromba d'água no local onde ocorreu o acidente.

A sala de imprensa do Corpo de Bombeiros informou que equipes de mergulhadores foram encaminhadas para a localidade, conhecido ponto turístico mineiro, devido a suas belezas naturais.

À Jovem Pan, o tenente Pedro Aihara, dos bombeiros, afirmou que o canion tem um tipo de rocha mais suscetível a erosão. "Como a gente tem durante esse mês, um período muito intenso de chuvas, aparentemente, a gente teve uma aceleração bastante considerável desse processo erosivo, que acabou gerando o desprendimento dessa rocha", disse.

Em nota, a Marinha informou que tomou conhecimento do acidente e deslocou equipes para lá. "A DelFurnas deslocou, imediatamente, equipes de Busca e Salvamento para o local, integrantes da Operação Verão ora em andamento, a fim de prestar o apoio necessário às tripulações envolvidas no acidente, no transporte de feridos para a Santa Casa de Capitólio, e no auxílio aos outros órgãos atuando no local. Um inquérito será instaurado para apurar causas, circunstâncias do acidente/fato ocorrido", diz o comunicado.

Segundo informações preliminares, ao menos 37 homens atuam nos resgates.

O prefeito de Capitólio, Cristiano Silva, postou um vídeo em redes sociais dizendo que a população da cidade está transtornada com o acidente. "Estamos em estado de choque com esse acontecido, e somos solidários com as vítimas, feridos e os óbitos. Não foi uma tromba d'água, foi um deslocamento de pedra que atingiu algumas lanchas", disse.

Silva afirmou que ambulâncias foram enviadas ao local. "Os hospitais da região estão atuando e se mobilizaram também para receber os feridos", disse.

O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, afirmou lamentar o acidente e prestou "solidariedade a todos os envolvidos na tragédia e entrará em contato com as autoridades locais para expressar apoio da Pasta".

Capitólio é um grande destino turístico devido aos canions, que costumam ser vistos em passeios de barco pelo lago de Furnas, que tem mais de cem quilômetros de extensão.

A maioria dos turistas que visitam Capitólio é da capital paulista, de cidades do interior de São Paulo e da capital mineira, segundo as agências de turismo locais. ?

A região já registrou diversos casos de acidentes com mortes de banhistas nos últimos anos. Em janeiro do ano passado, ao menos três pessoas morreram após uma tromba d'água atingir uma cachoeira em Capitólio.

Fonte: Folhapress 

Ele1 - Criar site de notícias