Sem autorização

Retirada de órgãos de pessoa falecida sem autorização é alvo de investigação no Piauí

A portaria do MP-PI não informou onde foi feita a retirada dos órgãos.

26/05/2021 16h19
Por: Direto da Redação
Retirada de órgãos de pessoa falecida sem autorização é alvo de investigação no Piauí
Retirada de órgãos de pessoa falecida sem autorização é alvo de investigação no Piauí

O Ministério Público do Piauí, através da promotoria de justiça de Teresina, converteu notícia de fato em procedimento preparatório para apurar a retirada de órgãos de pessoa falecida por um servidor sem a devida autorização da família

Durante as apurações, a Central de Transplantes do Piauí informou que um  técnico de enfermagem cometeu um erro por não identificar corretamente o potencial doador de córnea.

Um ofício  encaminhado pelo presidente do Coren-PI (Conselho Regional de Enfermagem do Piauí), o qual informa que foi designada conselheira para emissão de parecer em denúncia ética.

A portaria do MP-PI não informou onde foi feita a retirada dos órgãos.

O promotor Eny Marcos Vieira Pontes determinou uma série de diligências para apuração do caso.