TREVO e ALMEGA
Pandemia

Médico Infectologista faz apelo a população para redução dos casos de covid-19

Isso nos dá um ânimo para continuar a batalha contra a Covid-19. Mesmo com esses números, a gente pede a população que mantenha os cuidados de distanciamento e higiene

09/11/2020 08h10
Por: Direto da Redação
Médico Infectologista faz apelo a população para redução dos casos de covid-19
Médico Infectologista faz apelo a população para redução dos casos de covid-19
 

Teresina, que estava há dois dias sem óbitos, voltou a registrar uma morte pela Covid-19. O médico infectologista Walfrido Salmito destaca que os casos têm diminuído na cidade e que não há indicativo de segunda onda da doença, mas pede que a população mantenha os cuidados para evitar novas infecções. 

"A gente não quer mais perder ninguém para a Covid-19. Tudo depende do comportamento da gente. O uso de máscara, a lavagem das mãos e o distanciamento social. Tudo isso permanece e com força maior para que a gente consiga manter vários dias sem óbitos", disse o infectologista. 

Walfrido Salmito reitera que não há indicativo de segunda onda da Covid-19 em Teresina, mas reforça há a necessidade do comprometimento da população. 

"Não temos indicativos de segunda onda, mas isso nos preocupa. Quando a gente vê vários países desenvolvidos, que tiveram a Covid-19 sob controle voltarem a ter um número grande de casos. Sem o comprometimento de todos, isso não é possível. A gente pede a população que tome ainda todos os cuidados. A gente não quer que aconteça aqui", orienta Salmito. 

Em entrevista ao Notícia da Manhã, o médico disse ainda que a redução dos casos na cidade dá "ânimo para continuar a  batalha contra a Covid-19". 

"A gente tem uma diminuição no número de mortos, internações e novas infecções por síndromes respiratórias graves. Isso nos dá um ânimo para continuar a batalha contra a Covid-19. Mesmo com esses números, a gente pede a população  que mantenha os cuidados de distanciamento e higiene que a gente vem tendo até aqui para que possamos continuar com mais dias sem óbitos na cidade de Teresina", disse Walfrido Salmito. 

Graciane Sousa / Cidadeverde