TREVO e ALMEGA
Igreja repudiou

Mão Santa ataca Dom Juarez Sousa após manifesto contra Bolsonaro

O gestor da Parnaíba ainda acusou a autoridade religiosa de ter descumprido o solteirismo imposto pela Igreja Católica.

08/09/2020 07h05Atualizado há 3 semanas
Por: Direto da Redação
O gestor da Parnaíba ainda acusou a autoridade religiosa de ter descumprido o solteirismo imposto pela Igreja Católica.
O gestor da Parnaíba ainda acusou a autoridade religiosa de ter descumprido o solteirismo imposto pela Igreja Católica.
 

O prefeito Mão Santa criticou o bispo Don Juarez Sousa durante convenção do Democratas nesse sábado (05/09), em Parnaíba, litoral do Piauí. A insatisfação do político foi porque o bispo da Diocese de Parnaíba assinou manifesto criticando o governo de Jair Bolsonaro na pandemia de coronavírus.

“Fizeram um negócio aqui, uma barbárie! O bispo daqui assinou um manifesto contra o presidente da República. Você já leu? É uma esculhambação mesmo, é um livro de ofensas, de difamação, de calúnias, mostrando a ignorância deles até religiosa”, disse Mão Santa, que considerou um erro da Igreja Católica, pecado maior até mesmo do que a inquisição.

O gestor da Parnaíba ainda acusou a autoridade religiosa de ter descumprido o solteirismo imposto pela Igreja Católica.

“Eu vou dizer isso pro bispo daqui que é do PT: ‘Tu tem que ter dignidade’. Esse homem não vivia amigado com uma mulher? ‘Tu não entende de mulher’. Ele é da banda do lado de lá”, diz Mão Santa aos risos, na presença do senador Ciro Nogueira, prefeito de Teresina Firmino Filho, deputada federal Iracema Portela, vereadores, entre outras autoridades e correligionários do município.

Vídeo:

Em nota, a Coordenação Diocesana de Pastoral repudiou as declarações de Mão Santa ao bispo Dom Juarez Sousa da Silva. Graus

180 Graus