TREVO e ALMEGA
Cortes de auxilio

Pente-fino ameaça cortar novas parcelas do auxílio emergencial

Nesse trabalho, o Ministério da Cidadania conta com a ajuda da Controladoria-Geral da União (CGU) e do Ministério Público Federal (MPF), além do controle externo realizado pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

03/07/2020 12h35
Por: Direto da Redação
Pente-fino ameaça cortar novas parcelas do auxílio emergencial
Pente-fino ameaça cortar novas parcelas do auxílio emergencial
 

Muitos brasileiros não sabem, mas quem recebeu as primeiras parcelas do auxílio emergencial de R$ 600, podem ficar de fora do pagamento do restante do benefício, incluindo as parcelas quatro e cinco divulgadas nesta semana pelo governo federal.

Isso porque o governo realiza um “pente-fino” para identificar fraudes e pagamentos feitos a pessoas que não se enquadram na legislação do benefício, como quem tem renda familiar total maior que três salários mínimos.

Nesse trabalho, o Ministério da Cidadania conta com a ajuda da Controladoria-Geral da União (CGU) e do Ministério Público Federal (MPF), além do controle externo realizado pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

Como contestar

Se o cidadão discordar da análise e entender que a situação descrita nas mensagens do governo federal está errada ou já se alterou, deve fazer uma contestação no site ou app da Caixa ou ainda por meio da Defensoria Pública da União (DPU).

Aplicativo ou site

Quem teve o auxílio de R$ 600 negado pode contestar o resultado da análise pelo mesmo aplicativo ou site da Caixa Econômica em que fez o pedido do benefício.

Barras - PI
Atualizado às 01h00
26°
Poucas nuvens Máxima: 34° - Mínima: 25°
27°

Sensação

7.6 km/h

Vento

73.6%

Umidade

Fonte: Climatempo
CENTRO MOVEIS
Popular novo
PEDE AI
Municípios
POSTO SANTA LUZIA
SANTA LUZIA
Últimas notícias
Excelência Contábil
Mais lidas
Cantinho da Pizza