Popular
Eleições em 2022

Ciro Nogueira defende adiar Eleições 2020 e doação do Fundo Eleitoral para combate ao coronavírus

Seria muito mais importante do que termos a eleição este ano”, destacou o senador em suas redes sociais

23/03/2020 08h38
Por: Direto da Redação
Fonte: Oito Meia
Ciro Nogueira defende adiar Eleições 2020 e doação do Fundo Eleitoral para combate ao coronavírus
Ciro Nogueira defende adiar Eleições 2020 e doação do Fundo Eleitoral para combate ao coronavírus
 

O senador Ciro Nogueira (Progressistas) foi outro parlamentar que se manifestou a favor do adiamento das eleições municipais de 2020 para 2022. Nogueira sugeriu a doação do fundo eleitoral para o combate ao coronavírus no Brasil e a redução dos recursos destinados à Justiça Eleitoral para garantir mais verba para a saúde pública.

“Sou totalmente favorável ao adiamento, por dois anos, das eleições. Acho que o partido deveria propor a doação do fundo eleitoral, que é no valor de 2 bilhões de reais, mais o custo do dia da eleição, que é de mais 2 bilhões, e já que não vai ter demanda na Justiça Eleitoral, nós reduzirmos em 50% o valor dos recursos destinado à Justiça Eleitoral, que anualmente é em torno de 8 bilhões, diminuiria para 4 bilhões. Se somar tudo, teríamos recursos no montante de 8 bilhões de reais para doarmos para saúde do nosso país. Seria muito mais importante do que termos a eleição este ano”, destacou o senador em suas redes sociais.

PEC PODE ADIAR ELEIÇÕES

O senador Elmano Férrer (Podemos-PI) está coletando a assinatura de senadores para dar entrada em uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que propõe transferir as eleições municipais de 2020 para 2022. São necessárias as assinaturas de pelo menos 27 senadores.

“Estamos diante de uma situação de calamidade pública. Todas as atenções voltadas para o combate ao coronavírus. É necessário transferimos as eleições deste ano para 2022″, ressaltou o senador.

A PEC sugerida pelo senador Elmano Férrer tem por objetivo prorrogar os mandatos dos prefeitos e vereadores eleitos nas eleições municipais de 2016, assim, unificando os pleitos eleitorais em eleições gerais a partir de 2022.