Popular
Avião caiu

Avião cai em residência e mata 49 pessoas

A tragédia aconteceu na noite de 12 de Fevereiro de 2009, há onze anos, quando a 11 quilômetros do aeroporto internacional de Buffalo

12/02/2020 12h35
Por: Redação II
Fonte: Meio Norte
AP
AP

Um avião da empresa aérea Continental Airlines, que fazia o trajeto de Newark, em Nova Jersey, com destino à cidade de Buffalo, no estado de Nova York, caiu sobre uma área residencial num subúrbio de Buffalo, quando já se aproximava do pouso.

A queda da aeronave aconteceu sobre uma residência.

Todos os ocupantes da aeronave ( 4 tripulantes e 44 passageiros) morreram, e mais uma pessoa que se encontrava em solo, somando 49 vítimas fatais.

A tragédia aconteceu na noite de 12 de Fevereiro de 2009, há onze anos, quando a 11 quilômetros do aeroporto internacional de Buffalo, quando a aeronave já se preparava para o pouso.

 

Crédito: AP/Photo

 

Duas outras pessoas ficaram feridas, levadas para o hospital, porém sem risco de morte. As duas pessoas feridas aparentemente moravam na casa atingida e estão hospitalizadas, identificadas pelo hospital como sendo Karen Wielinski, 57, e sua filha, Jill, 22, segundo o jornal local "Buffalo News".

Clarence, local em que o avião caiu, é uma localidade que está crescendo, a leste da Buffalo, largamente residencial, mas com trechos rurais. O local do acidente é uma rua de casas de família com fundos para bosques.

O porta-voz do Conselho Nacional de Segurança no Transporte (NTSB), Ted Lopatkiewicz, disse, em coletiva de imprensa que o voo da Continental caiu a cerca de 11 km do Buffalo Niagara International Airport.

 

 

A fabricante canadense Bombardier também ao anunciar o envio de uma equipe ao local, informou que em 2007 a Scandinavian Airlines havia retirado de sua frota 27 aeronaves semelhantes ao avião acidentado nesta quinta-feira, por conta de problemas no trem de pouso.

Contudo, Richard Kolko, porta-voz do FBI, disse que não há nenhum indício de que o acidente tenha relação com questões de segurança.

Amy Kudwa. porta-voz do Departamento de Segurança Interna, disse em Washington que não havia terrorismo no caso. "Todos os indícios são de que se trata de um evento de segurança aérea", disse.

O piloto John Lucich, consultado pela CNN, disse que as conversas trocadas entre a torre de controle e o avião seguiam o procedimento convencional e que o Dash "é um aparelho sofisticado", preparado para condições climatológicas adversas.

 

Crédito: AP

 

 

Crédito: AP

 

Barras - PI
Atualizado às 00h40
25°
Muitas nuvens Máxima: 32° - Mínima: 24°
25°

Sensação

8.4 km/h

Vento

91%

Umidade

Fonte: Climatempo
CENTRO MOVEIS
Juriti
Municípios
Anúncio
Últimas notícias
Excelência Contábil
Mais lidas
Cantinho da Pizza
Anúncio