TREVO e ALMEGA
PCC e Bonde do 40

PCC e Bonde do 40 são as principais Facções no Piauí

Em entrevista coletiva concedida na manhã desta terça-feira (14) a Secretaria Estadual de Segurança Pública admitiu que as facções criminosas Bonde dos 40 e Primeiro Comando da Capital (PCC)

14/01/2020 17h58
Por:
Fonte: Cidade Verde
Reprodução Cidade Verde
Reprodução Cidade Verde

Em entrevista coletiva concedida na manhã desta terça-feira (14) a Secretaria Estadual de Segurança Pública admitiu que as facções criminosas Bonde dos 40 e Primeiro Comando da Capital (PCC) estão agindo no estado.

Até às 11h de hoje, 21 pessoas haviam sido presas na operação "Codinomes", deflagrada para combater as ações das organizações criminosas em Teresina. Segundo a Policia, todos são ligados à facções. Dos 26 mandados de prisão, 12 foram cumpridos na Casa de Custódia de Teresina. 

O secretário de Segurança, Fábio Abreu, explica que entre os presos há "faccionados" que davam ordens de crimes direto do sistema prisional. 

As principais ordens era de homicídios e roubos. Pelo menos quatro assassinatos teriam sido praticados pelos que foram presos na operação. 

"O objetivo é evitarmos o controle, o domínio dessas facções na nossa capital. Percebemos que estavam acontecendo conflitos entre os membros dessas facções na cidade. Desses homicídios que aconteceram as vítimas eram rivais, membros da facções que tinham disputas internas", disse o secretário Fábio Abreu.

O secretário estadual de Justiça, Carlos Edilson, conta que os membros das facções que estavam no sistema prisional mantinham contato com membros externos através de conferências em ligações telefônicas. Os grupo agia há mais de um ano.

A Sejus  informou que hoje ações como a implantação de telas e buscas constantes na Casa de Custódia "zerou a comunicação por celulares".

Rota áerea

O promotor de Justiça, José William, afirmou que o PCC e o Bonde dos 40 usam o Piauí como uma "estrada" para o tráfico e também utilizam o estado como rota aérea, principalmente a facção Primeiro Comando da Capital.

"É um sistema que se retroalimenta e o Piauí tem oferecido muitos soldados para essas facções", ressalta o representante do Ministério Público Estadual. 

Entre os presos há sete que seriam considerados os "cabeças" das facções em Teresina. Por conta da periculosidade, o MP solicitou à justiça que eles fiquem isolados no sistema prisional sem contato físico.

"É  a primeira vez no Piauí que o Ministério Público requisita à Justiça que presos fiquem em regime disciplinar diferenciado (RDD)", afirma o promotor.

A Polícia quer impedir que haja novos "batismos" e evitar o recrutamento de mais membros para as facções no Piauí.

O secretário Fábio Abreu conta que o Bonde dos 40 entrou em Teresina por conta da proximidade da capital com a cidade maranhense de Timon. 

Já o PCC teria mais ação na zona Sul, principalmente na região do bairro Angelim.

O diretor de Inteligência da Polícia Civil, Carlos César Camelo, adianta que a operação não chegou ao fim e que as ações serão contínuas. 

A Polícia também cumpriu mandados de prisão em São Paulo e Brasília. 

 

Foto: Repodução TV Cidade Verde

Pichações com a sigla B.40 são comuns na zona Sul de Teresina

A Polícia Civil, deflagrou  na manhã desta terça-feira (14), a operação Codinomes.  A ação tem como objetivo cumprir 26 mandados de prisão e 28 mandados de busca e apreensão em Teresina. Os alvos são suspeitos de tráfico de drogas com ligações com facções criminosas como o Bonde dos 40 e Primeiro Comando da Capital (PCC). 

A  Delegacia de Prevenção e Repreensão à Entorpecentes (Depre)  deu início as investigações de tráfico de drogas cometido por integrantes de facções criminosas no ano passado. A polícia constatou conexões entre investigados por tráfico de drogas nos Estados do Piauí, Maranhão e São Paulo “sendo que suas relações convergiram para facções criminosas, sendo as principais o Primeiro Comando da Capital – PCC e o Bonde dos 40 – B40”. 

Durante as investigações verificou-se que os alvos eram envolvidos direta ou indiretamente com o tráfico de drogas e que se utilizavam da facção criminosa para ter apoio, muitas vezes operacional, não só no cometimento deste crime, mas também de vários outros, como homicídio e roubos.

A operação Codinomes, assim chamada, porque os alvos utilizam-se de outros “nomes” para esconder sua verdadeira identidade.

O Primeiro Comando da Capital (PCC) é uma organização criminosa do Brasil. O grupo seria responsável por comandar rebeliões, assaltos, sequestros, assassinatos e narcotráfico. A facção atua principalmente em São Paulo, mas também está presente em mais de 20 estados. 

Foto: Izabella Pimentel/ Cidadeverde.com

.

O Bonde dos 40 é do Marannhão e conhecido por "fazer justiça com as próprias mãos" e instalar um verdadeiro "tribunal do crime" para quem invade a área liderada pela facção criminosa, que se auto financia pelo tráfico de drogas e tenta repassar uma falsa sensação de segurança a sociedade.

 

A operação conta com o acompanhamento das investigações pelo Gaeco (MP-PI) e apoio operacional da Secretaria de Segurança Pública do Estado do Piauí (SSP-PI), Força Tarefa da SSP-PI, Delegacia Geral de Polícia Civil, Polinter, DHPP, Greco/ DOE, Bope, Rone, delegacias de  Polícia Civil de Teresina e interior e Denarc-MA.