Popular
Revelações

Delegado revela que assaltantes e traficantes ajudaram a denunciar PMs

A Polícia Civil pediu a quebra do sigilo telefônico dos envolvidos.

30/11/2019 10h37
Por: Direto da Redação
 

O delegado Odilo Sena, do 21º Distrito Policial, divulgou detalhes da investigação contra os dois policiais militares presos nesta sexta (29). Ele informou que os policiais chegaram a ser denunciados pelos próprios “assaltantes” e “traficantes” da região do 8ª Batalhão da Polícia Militar quando eram presos por “policiais de verdade”.

Sena também informou que a sétima fase da Operação Guerra Contra às Drogas precisou antecipar a prisão dos dois policiais militares porque eles desconfiavam de uma possível prisão. A Polícia Civil pediu a quebra do sigilo telefônico dos envolvidos.

“Eles tinham um informante tentando descobrir se poderiam ser presos. Inclusive, nos últimos dias, estavam bastante cautelosos. Antes que a prisão deles vazasse, nós decidimos prendê-los logo até porque nós temos uma vasta documentação. Provavelmente, eles poderiam fugir, ninguém quer ser preso. Nós precisávamos tirar eles de circulação, inclusive, porque estavam atrapalhando as nossas investigações”, disse.

“Alguns traficantes e assaltantes quando eram pegos por ‘policiais de verdade’ ficam falando deles, dando algumas características. Eu, que já sabia da situação, ficava instigando eles a falarem mais. Isso ajudou a dar início as investigações. Os traficantes toleravam (a atitude deles). Outros que eram presos diziam não saber ou mentiam”.

Delegado ressaltou que os policiais repassavam informações de operações para os criminosos. “Isso é loucura. Eles colocaram as nossas vidas em risco. Tinham informações privilegiada e, muitas vezes, voltávamos das operações de sem nada nas mãos. Nós e o comandante do 8º BPM passamos a compartimentos as informações (das operações), repartíamos a mesma informações em várias partes e somente poucas pessoas sabiam delas por completas”.

A Polícia Militar vai abrir processo administrativo contra os dois policiais militares.

Fonte: Cidadeverde.com 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.