Popular
Teresina PI

Policial do RONE baleado durante assalto pediu para não ser morto

De acordo com informações, o policial parou no posto e se deslocou até uma loja de conveniência para comprar uma carteira de cigarros.

25/11/2019 08h27Atualizado há 2 semanas
Por: Redação II
Fonte: meio norte
Reprodução
Reprodução
 

O policial militar André Gustavo de Carvalho Cruz, da Rondas Ostensivas de Natureza Especial (Rone) da Polícia Militar (PM), que foi baleado na noite de sábado (23/11), após uma tentativa de assalto em frente a academia Eugênio Fortes, na avenida Barão de Gurguéia, no bairro Tabuleta, na zona Sul de Teresina, pediu para não morrer ao ser alvo dos disparos. 

De acordo com informações, o policial parou no posto e se deslocou até uma loja de conveniência para comprar uma carteira de cigarros. Ao sair, foi abordado por dois homens que anunciaram o assalto, ele tentou reagir e pegar sua pistola, mas foi atingido. 

Os criminosos deram o primeiro tiro e o policial pediu para não ser morto, foi quando os bandidos deram mais quatro tiros. A vítima passou por uma cirurgia no HUT e foi transferido para um hospital particular de Teresina. 

O vereador Neto do Angelim, amigo pessoal do policial, relatou que nenhum órgão de André foi atingido. “Ele é bem preparado, passou por uma cirurgia no HUT, está fazendo uma avaliação no São Marcos. Todos os cinco tiros acertaram o policial, mas nenhum órgão foi atingido, o primeiro atendimento do HUT foi essencial para a sobrevivência dele. Ele está conversando, consciente, disse que ao sair da loja eles abordaram ele rápido, quando tentou sacar a pistola não deu tempo já foi surpreendido com os disparos, levaram sua pistola, mas a polícia já tem alguns suspeitos”, disse. 

Suspeitos do crime foram filmados por câmeras de segurança

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.