Popular
Teresina

Jovem é encontrada morta em trilhos do metrô e família descobre pelo Whatsapp

O velório da jovem é realizado na casa da família

05/11/2019 07h03
Por: Direto da Redação
Fonte: cidadeverde.com

A família de Mariana Stefany da Silva, 19 anos, que foi encontrada morta na manhã deste domingo (03) nos trilhos do metrô, pede que a morte da jovem seja investigada. 

Ela foi achada nas proximidades da Estação Matinha, na zona Norte de Teresina. A maior parte do corpo de Mariana estava dilacerada. A família contou ao Cidadeverde.com que soube da morte através de grupos no aplicativo Whatsapp.

 O tio de Mariana, Tiago Correia, pede que providências sejam tomadas e as causas da morte da sobrinha sejam esclarecidas. A família não descarta a possibilidade da jovem ter sido assassinada.

"A gente quer saber o que aconteceu, se foi homicídio, esquartejamento, estrangulamento, se alguém empurrou ela. A gente quer que investigue para saber o que realmente aconteceu. O corpo foi achado 6h da manhã, mas só ficamos sabendo 10 horas quando vimos no whatsapp.  Ainda hoje estou no 2° DP e espero que o caso seja encaminhado para o Departamento de Homicídios", disse Tiago.

O velório da jovem é realizado na casa da família, no bairro Memorare, zona Norte. A mãe de Mariana está em estado de choque e não conseguiu falar com a imprensa.

Segundo familiares, a jovem vivia em situação de rua há mais de um ano e era dependente de crack.

"Eu peço para os jovens não entrarem nessa vida, que acaba com uma família. Fizemos de tudo para ela largar o vício", desabafa o tio Tiago Correia. 

O sepultamento de Mariana será às 14h no cemitério Santo Antônio, bairro Buenos Aires.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.