Popular
Sarampo no PI

Chega a sete o número de suspeitas de sarampo no Piauí

Eulálio confirmou que há estoque de vacinas nas unidades de saúde de Teresina e aconselhou a população a buscar a imunização em postos de saúde da capital.

17/08/2019 09h23
Por: Direto da Redação
 

Após o Piauí contabilizar primeiro caso de sarampo em 2019, outros sete casos seguem com suspeita da doença, três no interior e quatro em Teresina. No dia 6 de agosto eram cinco casos. 

De acordo com o infectologista da Fundação Municipal de Saúde, Kelsen Eulálio, o território piauiense não está imunizado contra a doença. "A situação preocupa porque nós não estamos com cobertura vacinal adequada. O Brasil não está, o Piauí não está, Teresina está em melhor situação que o Piauí e Brasil mas não está nos 95% exigidos para controlar e impedir a ocorrência de casos e de surtos", alerta.

Com o aumento no número de suspeitas e de surto da doença em outros estados, o alerta para vacinação se estendeu para outras faixas etárias. Além dos meses iniciais, pessoas de até 49 anos devem verificar o cartão de vacinação. O número de casos suspeitos chega a sete.

Duas doses são previstas para crianças aos 12 meses e 15 meses de idade. “Crianças maiores, adolescentes e adultos de até 29 anos que não foram vacinados devem ter duas doses da vacina, seja em tríplice viral ou na forma de tetraviral. De 30 a 49 anos, é necessário uma dose da vacina e para quem tem mais de 50 anos a vacinação é dispensada”, informou o infectologista.

Eulálio confirmou que há estoque de vacinas nas unidades de saúde de Teresina e aconselhou a população a buscar a imunização em postos de saúde da capital. 

A coordenadora estadual de Epidemiologia, Amélia Costa, avisa que a situação do Piauí não ainda não é de alerta. “Quem busca as unidades de saúde para se vacinar vai encontrar a vacina. Para o Estado não foi recomendado fazer vacinação em massa, até porque temos apenas um caso confirmado. O Ministério da Saúde está priorizando as áreas com maior número de casos”, informou 

Piauienses que irão a São Paulo, Rio de Janeiro e Santa Catarina, locais onde há um número significativo de casos, devem se vacinar. 

Caso importando

A Secretaria Estadual de Saúde (Sesapi) confirmou no dia 6 de agosto o primeiro caso importado de sarampo no Piauí, no ano de 2019. O paciente é um bebê piauiense de um ano de idade, que viajou para São Paulo, região sudeste do país, e retornou ao estado com sintomas da doença

Outros casos foram identificados em Floriano, Campo Grande e Alagoinha. Segundo a coordenadora estadual de Epidemiologia, as equipes de saúde estão realizando vacinação de bloqueio nos municípios com suspeita. “Estamos fazendo um rastreamento dos casos, verificando por onde os pacientes com suspeita passaram e vacinando possíveis infectados”, explicou.

Confirmações

Os pacientes com suspeita da doença foram submetidos a exames. O material coletado da garganta e do nariz dos piauienses foi encaminhado para o laboratório da Fiocruz, referência na área, que deverá concluir os resultados da análise nos próximos dias. 

“Com o exame poderemos ver se realmente o genoma é o mesmo que circula da Venezuela. Se for confirmado, eles foram infectados”, explica a coordenadora. 

Vigilância

Segundo Amélia Costa, além dos municípios com suspeitas, a Saúde Estadual monta um treinamento à nível regional para as vigilâncias dos municípios. Serão dadas capacitações regionais mostrando a situação do sarampo no Piauí e no Brasil, tratando sobre a doença, a transmissão, sintomas e tratamento, além do rastreamento de casos suspeito e de coleta de material para exames. 

A doença

O sarampo esteve sob controle desde 2016, quando o Brasil foi reconhecido internacionalmente pelo combate a doença. No entanto, os casos voltaram a surgir desde o ano passado e tem resultado em surto em algumas regiões.

O sarampo é passível de complicações e pode resultar em infecções que chegam a deixar sequelas como surdez, retardo cognitivo e cegueira.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
CENTRO MOVEIS
Marilan
Municípios
Mel Silva
Últimas notícias
Excelência Contábil
Mais lidas
Cantinho da Pizza
Anúncio