Popular
Fraudes

Policiais Militares são presos por fraudarem concurso da PM no Piauí

Investigação descobriu que militares ingressaram de forma irregular na Polícia Militar do Piauí.

13/08/2019 10h27Atualizado há 2 semanas
Por: Redação II
Fonte: Fala Nordeste
Divulgação PC-PI.
Divulgação PC-PI.

A Polícia Civil, através da Delegacia de Combate à Corrupção (DECCOR), prendeu oito militares nas primeiras horas da manha dessa terça-feira (13) no estado do Piauí. Até o momento, a identidade dos militares ainda não foram reveladas.Segundo a polícia, os militares foram presos após ingressarem de maneira fraudulenta no concurso público da Polícia Militar em 2014.

Nove mandados de prisão temporária e nove mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos no estado do Piauí, inclusive um dos alvos da operação foi preso dentro do quartel da PM da cidade de Simões.

ATUALIZAÇÃO

A Delegacia de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (DECCOR) em parceria com o Grupo de Repressão ao Crime Organizado (GRECO), deflagrou na manhã desta terça-feira (13) a ‘Operação Fraudulenti’, que resultou na prisão de oito policiais militares acusados de fraudar o concurso público da Polícia Militar no ano de 2014.

De acordo com informações da Polícia Civil, as investigações tiveram início ainda no ano de 2015, após ser descoberto que um dos funcionários da empresa responsável pela elaboração do certame, roubou uma das provas e entregou para uma organização criminosa.

Foram cumpridos nove mandados de prisão temporária e nove de busca e apreensão expedidos pelo Juízo da 1° Vara Criminal da Comarca de Teresina. Cinco pessoas foram presas em Teresina, três em Simões-PI e uma em São Luís-MA.

Para chegarem aos suspeitos, foi realizada uma análise técnica e documental das provas que, apontou alguns gabaritos iguais e com um nível de acerto de mais de 90%.Participam da operação 30 policiais civis, com o apoio da Polícia Militar. Os presos são acusados de fraude à certame de interesse público, furto e associação criminosa.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.