Popular
Tiro na cabeça

Empresário se matou com tiro na cabeça na frente do governador de Sergipe e do Ministro de Minas e Energia

O Governador Belivaldo Chagas lamentou a morte do empresário e disse: “Vida que segue”.

04/07/2019 16h05
Por: Direto da Redação
O empresário Sadi Gitz, que era dono de fábrica de cerâmica em recuperação judicial. Foto: Prefeitura de Aracaju
O empresário Sadi Gitz, que era dono de fábrica de cerâmica em recuperação judicial. Foto: Prefeitura de Aracaju
 

Durante a  abertura de um seminário sobre o mercado de gás que aconteceria em Aracaju nesta quinta-feira 04/07/19 ,o empresário Sadi Gitz se levantou após a fala do governador, ameaçou dizer algumas palavras e se matou. Fontes do governo estadual contaram que o empresário era dono de uma fábrica de revestimentos cerâmicos que estava com as atividades suspensas por causa do alto preço do gás. Com isso, ele teria falido.

A Cerâmica Escurial vinha enfrentando dificuldades há algum tempo e atualmente está em recuperação judicial. A empresa passou a consumir gás com pagamento antecipado e há cerca de dois meses paralisou as atividades por falta de condições de caixa.

Antes de se matar, Gitz chamou o governador de “mentiroso”. Belivaldo responsabilizou a Petrobrás pelos preços do gás praticados pela Sergas.

Por conta do ocorrido, o Simpósio de Oportunidades para o novo cenário do gás natural em Sergipe está cancelado.

Fonte: Estadão

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.