Popular
Em Barras

Idosa de 88 anos quase é morta á bala por foragido da justiça

A vítima teria revelado a moradores que

07/06/2019 10h00Atualizado há 2 meses
Por: Direto da Redação
Fonte: Feitosa Costa / Barras e Noticia
Imagem: reprodução e meramente ilustrativa
Imagem: reprodução e meramente ilustrativa
 

Corre entre moradores da zona rural de Barras, Miguel Alves, Porto, Nossa Senhora dos Remédios e Campo Largo, a versão segundo a qual Haroldo Pereira de Araújo, o "chefão" de um grupo criminoso que aterroriza o Baixo Parnaíba por muito pouco não executou, com um tiro de pistola na cabeça uma mulher de 88 anos que entrou em pânico durante invasão de sua casa e começou a gritar desesperadamente.

A vítima teria revelado a moradores que "só não morri porque o ‘piloto’ (homem de confiança de Haroldo) disse: rapaz não precisa fazer isso".

O "piloto", também é conhecido na região como "miúdo" e se trata de um dos amigos do "chefão" de longas datas. O tenente Saboia, chefe do Grupamento da PM de Nossa Senhora dos Remédios, disse por telefone que existe uma verdadeira operação de guerra para prender o acusado.

Repórter de Barras que pediu omissão de seu nome, narrou, ontem, para a coluna, ocupação por policiais militares de ampla área na divisa entre Barras e Miguel Alves, onde Haroldo teria sido visto depois de invadir alguns estabelecimentos comerciais da região e entrar numa mata fechada onde ele e seus comparsas se movimentam com habilidade impressionante.

"São uma espécie de vaqueiros, só que utilizando motocicletas, ninguém consegue fazer o mesmo".

Fonte: Feitosa Costa

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.