Popular
Feminicídios no PI

Número de feminicídios no Piauí chega a 13 somente este ano

O assassinato da garçonete Marlucia da Conceição Jacob dos Santos, 41 anos, entra para as estatísticas como o 13º feminicídio no Piauí. A delegada Eugênia Villa, superintendente de gestão de risco e inteligência da Secretaria Estadual de Segurança,

05/06/2019 08h59
Por: Redação II
Fonte: Cidade verde
Reprodução
Reprodução

O assassinato da garçonete Marlucia da Conceição Jacob dos Santos, 41 anos, entra para as estatísticas como o 13º feminicídio no Piauí. A delegada Eugênia Villa, superintendente de gestão de risco e inteligência da Secretaria Estadual de Segurança, alerta que a própria sociedade ainda naturaliza a violência e o grande desafio é compreender a dinâmica que faz com que um homem mate uma mulher.

 

"Como ficam os filhos com o pai preso e a mãe assassinada. Ele assassinou simbolicamente os três filhos. Por que quem vai cuidar dessas três crianças? veja a seriedade do feminicídio, quais os resíduos desse crime. É um aspecto residual que a gente tem que chamar atenção do povo", disse Villa. 

 

Em entrevista ao Notícia da Manhã, a delegada ressaltou que o Estado precisa avançar mais no combate à violência e cita o aplicativo Salve Maria como aliado para reduzir os índices de feminicídio.

 

"Vimos que o acesso as mulheres pelo plantão de gênero ainda era insuficiente. É para baixar o Salve Maria e apertar o botão. Se você chama a polícia, nós vamos salvar. A gente poderia ter salvo a vida dessa senhora que morreu ontem e das três crianças dela. As mulheres temem acessar a polícia porque são dependentes financeiramente e até psicologicamente. É difícil mesmo vencer essa violência que se naturaliza, que ela incorpora, introjeta. Mas se a sociedade nos ajudar, vamos vencer esse feminicídio com o tempo", conclui a delegada Eugênia Villa.

 

 Salve Maria

 

O Salve Maria é uma ferramenta gratuita e de fácil manuseio. É um dispositivo que tanto a vítima como qualquer cidadão que tiver conhecimento de algum caso de agressão à mulher deve usar. Esta ferramenta pode até mesmo evitar feminicídios, crime letal geralmente praticado por parceiros e ex-parceiros das vítimas. O app está disponível para download na plataforma Play Store (para sistema Android) e conta com duas opções de denúncia, sendo uma o botão do pânico, que deve ser utilizado pela vítima da agressão.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.