Popular
Agressão

Estudante que agrediu árbitra deve responder em liberdade

Árbitra desde os 20 anos de idade, Eliete disse que nunca sofreu violência física durante jogos.

05/06/2019 08h13
Por: Direto da Redação
 

Deverá responder em liberdade o estudante que agrediu nessa segunda-feira (03) a árbitra Eliete Fontenele, 42 anos. Identificado como Rodrigo Quixaba, o jovem deferiu socos na mulher após ser expulso de uma partida de futsal no campus da UFDPar de Parnaíba. A previsão é que o exame de corpo delito caracterize a agressão como de natureza leve e que o estudante cumpra pena alternativa.

O coordenador da Gerência de Policiamento no Interior, Marcelo Leal, lamentou a agressão e explica que a lei não prevê prisão para o caso. “Apesar da comoção nacional, até artistas repercutiram o vídeo em suas redes sociais, não podemos nos basear na comoção. Nós somos balizados pela lei”, disse.

Ainda não localizado, Rodrigo Quixaba deve se apresentar a uma autoridade policial de Parnaíba para assumir o compromisso de comparecer em juízo e responder ao processo em liberdade.

Árbitra desde os 20 anos de idade, Eliete disse que nunca sofreu violência física durante jogos. 

Maria da Penha

De acordo com o delegado, a agressão não se configuraria em um crime previsto na Lei Maria da Penha por não haver vínculo entre o agressor e a vítima. "Não visualizamos por conta de que não há nenhuma relação de coabitação e parentesco entre as pessoas envolvidas. Naquela situação se fosse um homem no lugar da árbitra possivelmente teria ocorrido o mesmo desfecho", avaliou o delegado.

Fonte: Com informações Valmir Macêdo - Cidade Verde

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.