Segunda, 18 de março de 2019
86 99570 3774 - Atual Sistema de Comunicação
Polícia

09/01/2019 ás 21h13 - atualizada em 09/01/2019 ás 21h18

Redação II

Barras / PI

Piauí é segundo com melhor nota na redução do índice de criminalidade
Taxa de assassinatos por 100.000 habitantes caiu entre os anos de 2016 e 2018.
Piauí é segundo com melhor nota na redução do índice de criminalidade
reprodução

O Piauí reduziu a taxa de criminalidade e segundo pesquisa realizada pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, o estado obteve a segunda melhor nota do Brasil na qualidade de dados criminais. Os dados foram divulgados nesta semana e mostram a quantidade de drogas apreendidas, roubos, roubos de veículos, crimes violentos letais intencionais e feminicídios.


Segundo pesquisa, a taxa de assassinatos por 100.000 habitantes caiu entre os anos de 2016 e 2018. Os números apontam uma queda de 21,95 (2016) para 18,78 (2018). O número de mulheres vítimas de feminicídio também mostraram uma redução. Em 2016 foram 31 casos, caindo para 25 em 2018.


“Com esses dados é possível fazermos uma análise e interpretação de que há muitos desafios a serem superados. Nós estamos, de forma preventiva e cautelar, trabalhando com a meta de combater a criminalidade, com desenvolvimento de um sistema de gerenciamento de riscos, que responderá questões cruciais, como a identificação de quem são, tanto o criminoso como o crime”, declarou o secretário de Segurança, Coronel Rubens Pereira, que chama a atenção para mais um dado positivo do Piauí apontado no relatório, indicando queda nas taxas de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) no interior. Em 2018, 118 municípios não registraram CVLIS.


Segundo o delegado João Marcelo Brasileiro, coordenador do Núcleo Central de Estatística e Análise Criminal (Nuceac), um dos dados que chamaram a atenção foi a redução, nos últimos quatro anos, do número de crimes violentos letais e intencionais (CVLIs). “Entre 2014 e 2018, os CVLIs reduziram em quase 30%. Com relação só ao ano de 2018, foram 613 crimes violentos letais e intencionais, sendo a menor taxa desde que a Secretaria de Segurança Pública adotou o sistema constante de monitoramento. Em 2014, tivemos 727 crimes violentos letais e intencionais”, comparou o delegado.


O relatório aponta ainda que 92,24% dos CVLIs foram na zona urbana. Em Teresina, os bairros Santa Maria, Pedra Mole, Centro, Parque Brasil, Angelim, Promorar, Santo Antônio, Santa Rosa, Todos os Santos, Mocambinho, Satélite, Vale Quem Tem, Esplanada, Monte Verde, Portal da Alegria, São Joaquim e São Pedro concentraram 51,52% dos casos.


Para o delegado-geral, Luccy Keiko, a queda do número de CVLIs mostra que o Piauí está no caminho certo. “O trabalho investigativo e ostensivo vem sendo feito pela polícia para diminuição dos pequenos roubos e assaltos que podem resultar em latrocínio. Uma das metas para nova gestão é trabalhar com estratégias que resultem na queda ainda maior desses números”, declarou.


Segundo João Marcelo, o estudo serve para balizar a ação da SSPI. “Estamos constantemente monitorando todos os tipos de crimes tanto na capital quanto no interior do estado, e à medida que a dinâmica deles vão mudando as políticas e estratégias de segurança pública também se adequam para combatê-los”.


O governador Wellington Dias parabenizou todos que fazem a segurança pública no Piauí. “Não podemos deixar que o crime ganhe fôlego, vamos continuar trabalhando para reduzir ainda mais esses índices com muitas ações preventivas e de repressão ao crime”, disse.


 

FONTE: Autoria: Isabel Cardoso e Aline Medeiros

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium