Segunda, 18 de março de 2019
86 99570 3774 - Atual Sistema de Comunicação
Geral

07/01/2019 ás 22h06 - atualizada em 08/01/2019 ás 09h02

Redação II

Barras / PI

Eletricista morre ao tentar fazer ligação de poste no bairro Satélite
Um eletricista identificado como Francivaldo da Costa Oliveira, 46 anos, morreu eletrocutado na tarde desta segunda-feira (7) no bairro Satélite, zona Leste de Teresina
Eletricista morre ao tentar fazer ligação de poste no bairro Satélite
Imagem enviada por Whatsapp

Teresina PI - Um eletricista identificado como Francivaldo da Costa Oliveira, 46 anos, morreu eletrocutado na tarde desta segunda-feira (7) no bairro Satélite, zona Leste de Teresina. A vítima estava no alto de um poste localizado na rua Marte quando recebeu a descarga elétrica. O corpo ficou preso ao poste graças a um cinto de segurança que era usado no momento do acidente.


Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada para retirar o corpo da vítima, que trabalhava como eletricista. O Samu e a Cepisa também estiveram no local. Dezenas de curiosos acompanharam o trabalho das equipes.


Ninguém soube informar que tipo de serviço Francivaldo realizava no poste quando morreu. O Corpo de Bombeiros alertou que qualquer trabalho na rede elétrica só deve ser feito pela Cepisa. "O ideal é que se chame a equipe da Eletrobras (Cepisa). Provavelmente ele estava fazendo uma ligação. Não se sabe para onde e para quem ", disse o tenente Nélio Cordeiro.


Ainda de acordo com o tenente, o eletricista não tinha nenhum equipamento de segurança, nem mesmo luvas. "Só as equipes da Eletrobras podem fazer este tipo de serviço", alertou novamente o tenente.


Fotos: Yala Sena



A cunhada da vítima, Francisca Alves, disse que soube da morte por acaso. Ela descia de um ônibus quando viu a movimentação e se deparou com o corpo no poste. "Ele tinha experiência e trabalhou vários anos em empresas de Teresina", afirmou ao Cidadeverde.com.


Francivaldo da Costa Oliveira morava próximo a rua onde aconteceu o acidente, às 16h. Até o fechamento da matéria, por volta das 18h, o Instituto de Medicina Legal (IML) ainda não tinha removido o corpo.



Cunhada soube da morte quando passava pela rua

FONTE: cidade verde

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium