Segunda, 18 de março de 2019
86 99570 3774 - Atual Sistema de Comunicação
Política

02/01/2019 ás 08h47

Redação II

Barras / PI

Regina lembra Lula e diz que governador terá que dizer não
Segundo ela, o momento é de se fazer mais com menos e isso pode gerar insatisfações.
Regina lembra Lula e diz que governador terá que dizer não
reprodução

A vice-governador Regina Sousa discursou durante a solenidade de posse no Palácio de Karnak e disse que o governador Wellington Dias, talvez, precise aprender a dizer não durante o seu 4º mandato. Segundo ela, o momento é de se fazer mais com menos e isso pode gerar insatisfações.


"Preciso de gente que pense como eu para sermos parceiros. Esse deve ser o mandato da sua vida. O senhor mesmo disse isso. Talvez tenha que aprender a dizer não. Deixar alguns insatisfeitos. Fazer mais com menos. Começemos fazer o necessário, depois o possível. É preciso ter coragem", afirmou.


Regina falou de sua trajetória e ressaltou que está com vontade de trabalhar. "Muita vontade de servir ao povo, ver um Piauí livre do trabalho escravo, sem racismo, homofobia sem misoginia, um Piauí sem intolerância e sobretudo sem fome. Fizemos muito na defesa da mulher, mas ainda contabilizamos 25 feminicidios no ano. É um compromisso pessoal. Um Piauí que todos tenham água e o carro-pipa sejá apenas lembrança", destacou.


Lula


Emocionada, a vice-governadora iniciou o discurso fazendo uma homenagem ao ex-presidente Lula. Ao som do saxofone, militantes petistas cantaram hinos petistas como "Lula lá nasce uma estrela" e "olê,  olá, Lula, Lula". Regina ficou emocionada e iniciou o discurso dizendo que nunca planejou chegar ao cargo de vice-governadora.


Lembrou da infância simples e pobre e o início no magistério. "Veio a luta sindical e política. De 2002 para cá essa chegou ao que vocês conhecem. Estou aqui com muita vontade de servir ao povo. Muito já foi feito. São quatro anos para alcançar o que planejamos em 2002", disse.


Regina Sousa defendeu bandeiras como o combate a fome e o fim da intolerância de todas as formas.


"Todos leiam sobre a declaração dos direitos humanos. O planeta deve ser de todos. É preciso mais solidariedade e caridade. Se não nos unirmos não vamos andar. Vai ter sempre gente de fora. A utopia nos motiva a andar caminhando. Ninguém solta a mão de ninguém. Lula livre", finalizou.

FONTE: cidade verde

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium