Sábado, 17 de novembro de 2018
86 99570 3774 - Atual Sistema de Comunicação
Política

02/11/2018 ás 15h28

Redação II

Barras / PI

Onyx Lorenzoni diz que é hora de falar pouco e trabalhar muito
O presidente eleito Jair Bolsonaro despachou em casa na manhã de hoje (2) com o coordenador político deputado Onyx Lorenzoni. Na saída da reunião, Onyx confirmou que Bolsonaro se encontrará com o presidente Michel Temer às 16h da próxima quarta-feira (7),
Onyx Lorenzoni diz que é hora de falar pouco e trabalhar muito
O deputado federal e futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, fala à impresa após saída da casa do presidente eleito, Jair Bolsonaro, na Barra da Tijuca, zona oeste da capital fluminense. - Tomaz Silva/Agência Brasil

O presidente eleito Jair Bolsonaro despachou em casa na manhã de hoje (2) com o coordenador político deputado Onyx Lorenzoni. Na saída da reunião, Onyx confirmou que Bolsonaro se encontrará com o presidente Michel Temer às 16h da próxima quarta-feira (7), e não deu detalhes da conversa com o presidente eleito, adiantando apenas que recebeu orientações.




O deputado federal e futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni fala à impresa após saída da casa do presidente eleito, Jair Bolsonaro, na Barra da Tijuca, zona oeste da capital fluminense.



O deputado federal e futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, fala à impresa após saída da casa do presidente eleito, Jair Bolsonaro, na Barra da Tijuca, zona oeste da capital fluminense. - Tomaz Silva/Agência Brasil



"Este é o momento de falar pouco e trabalhar muito, então, a vida dos senhores e das senhoras da imprensa vai ficar um pouco complicada, porque quem vai falar quarta-feira (7) é o futuro presidente do Brasil", disse Onyx.


A agenda do futuro presidente prevê uma viagem a Brasília na terça-feira (6), dia em que deve se encontrar com representantes dos outros poderes; na quarta-feira (7) reunião com Temer, e na quinta-feira (8), volta para o Rio de Janeiro.


Além de Lorenzoni, Bolsonaro recebeu na manhã de hoje a visita de um alfaiate e de um cabeleireiro.


Curiosos




Eleitores usam criatividade para manifestar voto em frente à residência de Jair Bolsonaro



Desde anunciado o resultado da eleição, curiosos e partidários se concentram em frente à residência de Jair Bolsonaro - Arquivo/AgenciaBrasil



Em um feriado nublado de Finados, curiosos e jornalistas se concentram em frente ao condomínio de Jair Bolsonaro, na Barra da Tijuca. Entre selfies e fotos do muro do condomínio, transeuntes tentam registrar imagens do endereço, em frente ao qual motoristas buzinam e vizinhos e turistas param para acompanhar a movimentação.


Entre os curiosos estava o administrador de empresas Marcos Coutinho, de 58 anos, que fez sua caminhada matinal na praia, comprou um abacaxi na feira e parou na calçada do Vivendas da Barra para tentar ver o presidente eleito. Vizinho de Bolsonaro na Praia da Barra, ele não reclama da movimentação.


"Não afeta a rotina. É um prazer ver essa movimentação", disse, acrescentando que se considera esperançoso de que Bolsonaro fará um governo honesto.


Na casa de Coutinho está hospedada a bióloga Lilian Ribeiro, de 43 anos, que afirma ter vindo de Curitiba para tentar ver Bolsonaro. "Ele vai fazer mudanças. O Brasil vai melhorar muito", torce.


Em volta da portaria, curiosos conversam sobre temas usados por Bolsonaro na campanha, como corrupção, Lei Rouanet e Venezuela.


Por volta de 11h, batedores entraram no condomínio para escoltar Bolsonaro, que saiu por volta de 12h. A movimentação levou a uma concentração ainda maior de curiosos no local. Bolsonaro foi aplaudido e saudado com gritos de "mito!" quando saiu.


Ao ver a concentração de apoiadores, Bolsonaro decidiu cumprimentá-los e pôs o corpo para fora do carro, ainda dentro da área restrita do condomínio. Os apoiadores tiraram fotos e fizeram vídeos do presidente eleito, que partiu em um comboio escoltado.


Depois de deixar sua casa, Bolsonaro tomou um barco em Itacuruçá, na cidade de Mangaratiba, na Costa Verde do Rio de Janeiro. Bolsonaro deve ir para a Ilha de Marambaia, onde há uma base da Marinha. A ilha já foi destino de viagens presidenciais de Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva.

FONTE: Agência Brasil

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Sem foto

Visão Política

Blog/coluna Análise sobre a política local, estadual e nacional.
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium