Popular
Guaribas PI

Guaribas votou quase 100% em Haddad do PT e continua na extrema pobreza

Símbolo do PROGRAMA FOME ZERO. O comércio é praticamente familiar e fecha as portas quando a situação econômica dos moradores enfraquece.

Visão Política Análise sobre a política local, estadual e nacional.

12/10/2018 11h31Atualizado há 8 meses
Por: Redação II
Fonte: G1
G1
G1

Guaribas PI - Os moradores da pacata Guaribas, no Piauí, não sabem o que é chuva há três anos. A cidade símbolo do Programa Fome Zero, criado há 10 anos pelo governo federal, aguarda com expectativa a chegada do fim do ano – lá chamado de inverno –, quando a chance de chover aumenta. Enquanto isso, nada de água caindo do céu e nada de água saindo das torneiras.

Dois poços artesianos abastecem a cidade e, nos pontos mais afastados, a água chega com carros-pipa.

 Os moradores reclamam do isolamento e da falta de asfalto para buscar emprego e atendimento médico nas cidades vizinhas. Apesar de terem sementes, trabalhadores rurais não conseguem plantar devido à falta de chuva e acabam ociosos. A reportagem sobre Guaribas é parte da série especial “Bye Bye Brasil, três décadas depois” que refaz a rota da Caravana Rolidei, do filme de Cacá Diegues.

Depois do Fome Zero, mobilidade zero

Pouco mais de 900 famílias estão inscritas no Fome Zero, segundo o Ministério de Desenvolvimento Social, o que representa quase 85% das moradias. Após uma década do programa, os habitantes de Guaribas dizem que a condição de vida no município melhorou, mas que a falta de mobilidade ainda é problema. Se não há médico e enfermeiro, a solução é buscar atendimento em outras cidades.

Moradores se dizem isolados e querem asfalto. A ligação com cidades vizinhas é a chance de conseguir emprego, visto que, em Guaribas, a única empresa contratante é a prefeitura, que tem pouco mais de 290 funcionários. O comércio é praticamente familiar e fecha as portas quando a situação econômica dos moradores enfraquece.

“Asfalto em trecho da BR-235, que liga Guaribas a Caracol, é sonho dos moradores”

Para São Paulo me voy

A falta de empregos faz muitos moradores buscarem trabalho em outras cidades e até em outros estados. E um dos destinos preferido é São Paulo, onde pelo menos duas gerações de moradores já fincaram raízes. As novas gerações crescem com o desejo de conquistar um bom emprego, de estudar em boas escolas, de aumentar a renda e conseguir melhores condições de vida para a família. Para alguns, a rotina é viver temporadas curtas longe da terra, conseguindo dinheiro para viver mais um ano na cidade sem chuvas. Outros, no entanto, já não sonham mais em voltar.

foto1

foto4

foto5

foto6

foto7

foto8

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.