Popular
TCE PI

TCE aponta irregularidade nas contas da gestão da Prefeitura de Boa Hora do exercício de 2016

O Primeira Câmara do Tribunal de Contas do Piauí decidiu pela irregularidade das contas de gestão da Prefeitura de Boa Hora, referentes ao exercício de 2016 (TC 002904/2016).

Visão Política Análise sobre a política local, estadual e nacional.

12/10/2018 11h10
Por: Redação II
Fonte: 180 graus / longah
Reprodução
Reprodução

A Primeira Câmara do Tribunal de Contas do Piauí decidiu pela irregularidade das contas de gestão da Prefeitura de Boa Hora, referentes ao exercício de 2016 (TC 002904/2016).

A Divisão de Fiscalização de Administração Municipal apontou falhas como o débito de R$ 67.917,37 junto a Eletrobras, contratação com empresa inidônea e fragmentação de despesas em aquisição de peças para veículos, material dos serviços de limpeza pública e na contratação de serviços de consultoria e assessoria.

A Corte também aplicou, ao ex-prefeito José Araújo Resende, duas multas: uma no valor de 3.000 UFR-PI e a outra no valor de 1.500 UFR-PI, em função do atraso na apresentação de documento ou informação integrante da prestação de contas, além de determinar o parecer pela reprovação das contas de Governo de Boa Hora do Piauí.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.