Sexta, 19 de outubro de 2018
86 99570 3774 - Atual Sistema de Comunicação
Economia

25/09/2018 ás 10h43

Redação II

Barras / PI

Empresas do Rio Grande do Sul construirão usina solar em Picos e vão gerar 3,5 mil empregos na obra
É uma usina com capacidade de 200 megawatts no município de Picos – PI. A potência é suficiente para abastecer 3 mil residências por ano.
Empresas do Rio Grande do Sul construirão usina solar em Picos e vão gerar 3,5 mil empregos na obra
Reprodução

Empresas do Rio Grande do Sul estão tocando um projeto de geração de energia solar no Piauí, no nordeste do país. É uma usina com capacidade de 200 megawatts no município de Picos – PI. A potência é suficiente para abastecer 3 mil residências por ano.


As empresas gaúchas são a Energias da Natureza e a DGE Soluções Renováveis, com assessoria jurídica do escritório Souza Berger Advogados. O objetivo do projeto é participar de leilões de contratação de energia. O projeto deve levar um ano ainda para cumprir as exigências regulatórias do setor.


– A usina está localizada no Piauí por ser uma das regiões de maior incidência solar do país e com alta rentabilidade na produção de energia. As empresas já desenvolvem outros projetos eólicos e solares no Nordeste – explica Frederico Carbonera Boschin, da Souza Berger.


Boschin acrescenta que os custos de uso da terra são mais baixos no Piauí. Além disso, os sistemas de transmissão de energia estão preparados para receber estes projetos, o que não é o caso do Rio Grande do Sul.


– Em se tratando de usinas solares de grande porte, por conta da maior incidência solar no Nordeste, faz mais sentido econômico o desenvolvimento deste tipo de projeto naquela região. Os custos de uso da terra são mais baixos. Lá, a terra não tem tanta rentabilidade quanto aqui no Rio Grande do Sul, onde é usada para a agropecuária. Outro ponto são os incentivos governamentais locais com um acesso facilitado ao aparato burocrático pelos investidores, facilitando o diálogo.


Durante a obra de implantação da usina, serão gerados 3,5 mil empregos diretos e indiretos. Na operação, serão 15 empregos. As empresas não abrem o investimento financeiro. Dizem apenas que, inicialmente, os custos serão bancados pelas gaúchas.


 

 

FONTE: gauchazh

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Sem foto

Visão Política

Blog/coluna Análise sobre a política local, estadual e nacional.
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium