Quarta, 17 de outubro de 2018
86 99570 3774 - Atual Sistema de Comunicação
Polícia

11/08/2018 ás 17h41

Direto da Redação

Barras / PI

Policial acusado de estuprar enteada de 12 anos é exonerado da corporação, na PB
Segundo o texto, a conduta do cabo "afronta a honra pessoal".
Policial acusado de estuprar enteada de 12 anos é exonerado da corporação, na PB
(Foto: Reprodução)
 

Foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) deste sábado (11) a decisão que exonera um Cabo da Polícia Militar (PM). Assinada pelo comandante-geral da PMPB, coronel Euller Chaves, a portaria aponta que o cabo é suspeito de estuprar a enteada e crime foi descoberto em junho de 2016, depois que a vítima, à época com 12 anos, foi achada em uma casa abandonada próximo a residência da mãe do acusado.


Segundo o texto, a conduta do cabo afronta a honra pessoal, o pundonor, a ética e o decoro da classe dos policiais militares. A publicação diz que o policial “agiu em desacordo com os preceitos disciplinares, morais e éticos da Corporação, tornando-se, assim, um mau exemplo perante o dignos homens e mulheres”.


De acordo com as investigações, a adolescente fugiu por não aguentar os abusos sexuais praticados pelo companheiro da sua mãe. A jovem de idade não informada ficou desaparecida por cerca de 24 horas, até que a mãe acionasse a polícia, através da delegacia, para comunicar o desaparecimento. A denúncia desencadeada pelo Ministério Público foi datada no dia 18 de junho de 2016.

FONTE: T5

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium