Sábado, 15 de dezembro de 2018
86 99570 3774 - Atual Sistema de Comunicação
Polícia

06/08/2018 ás 08h49 - atualizada em 06/08/2018 ás 09h17

Redação II

Barras / PI

Polícia prende suspeito de matar estudante Ruan Pedreira
O crime aconteceu no ano de 2014.
Polícia prende suspeito de matar estudante Ruan Pedreira
Reprodução
 

Policiais da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa conseguiram chegar até o acusado de matar o estudante de engenharia, Ruan Pedreira Silva, de 22 anos, assassinado com um tiro na cabeça durante uma comemoração da vitória do Brasil nos jogos da Copa do Mundo.  O crime aconteceu no dia 28 de junho de 2014.


Erlandio Miranda Coelho foi preso durante uma blitz da Polícia Rodoviária Federal, na cidade de Piripiri, após apresentar documentação falsa. O criminoso é natural da Bahia e tem passagens pela polícia por porte ilegal de arma.


De acordo com o coordenador da Delegacia de Homicídios, delegado Francisco Costa, o ‘Baretta’, a sociedade e a família da vítima tem total direito em cobrar da polícia uma resposta rápida sobre o caso. “Nós temos essa responsabilidade, principalmente no crime consumado, que não pode ser evitado. E nesse dia aconteceu esse fatídico crime que tirou a vida desse jovem na flor da idade. Realizamos diligências e hoje não temos nenhuma dúvida que o autor do crime foi o Erlandio, ele já responde a outros processos criminais”, disse.



 



Sobre a prisão do acusado, o delegado detalhou. “No último dia 24 de julho a Polícia Rodoviária Federal realizava uma blitz na BR-343, altura da cidade de Piripiri, quando abordou um indivíduo em um veículo. Ele mostrou a Carteira Nacional de Habilitação e os policiais perceberam imediatamente que se tratava de uma documentação falsa. Deram voz de prisão e o levaram para a delegacia de Parnaíba, onde foi lavrado o auto de prisão em flagrante por uso de documento falso. O nosso setor de inteligência foi advertido e imediatamente eu acionei o delegado Danúbio Dias e sua equipe que caíram em campo. O acusado foi levado para a Penitenciária Mista de Parnaíba e até então ninguém sabia que se tratava dele. Após a equipe chegar tudo se confirmou e ele fez uso do direito ao silêncio. Hoje nós não temos mais nenhuma dúvida de que ele é o autor do crime, tanto que o delegado representou ao Juiz de Direito a conversão da prisão preventiva em prisão temporária porque nós demos cumprimento ao mandado de prisão”, finalizou.


O CASO


O crime ocorreu em um bar na Avenida Maranhão, próximo a Ponte da Tabuleta. Erlandio estava dentro do bar, quando foi expulso e na confusão efetuou vários disparos com pistola 380, um dos tiros atingiu a cabeça de Ruan.




FONTE: meio norte

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium