Quinta, 19 de julho de 2018
86 99570 3774 - Atual Sistema de Comunicação CNPJ 17.061.655/0001-72

33º

Min 22º Max 34º

Claro

Barras - PI

às 16:33
Polícia

04/07/2018 ás 10h12 - atualizada em 04/07/2018 ás 10h20

Direto da Redação

Barras / PI

Pai ameaça matar filha após ter prisão decretada por suspeita de estupro
Em decisão, a Justiça destacou que Fransuleiton Silva adotou “atitude violenta” após serem estabelecidas as medidas protetivas à vítima, que tem apenas 14 anos.
Pai ameaça matar filha após ter prisão decretada por suspeita de estupro
 

A Polícia Civil prendeu, nesta terça-feira (03) um homem identificado como Fransueliton Silva, suspeito de ter estuprado a própria filha, de 14 anos. Ele foi detido em cumprimento a um mandado de prisão preventiva expedido pela juíza Maria Carmen Paiva Ferraz Soares, da Comarca de Altos, que destacou que mesmo após serem estabelecidas todas as medidas protetivas à vítima, o acusado agiu com violência contra ela e a ameaçou de morte.


Segundo a polícia, o pai teria abusado da filha diversas vezes ao longo do ano passado.  Diante das suspeitas e do relato da vítima, a Justiça expediu, uma medida protetiva contra Fransueliton, proibindo-o de se aproximar da filha, restringindo eventual porte de arma e proibindo-o de frequentar sua casa, enquanto as investigações estavam em curso.


O crime de estupro foi comprovado mediante exames de corpo de delito anexados ao processo, conforme destacou a juíza no mandado de prisão: “Os elementos coletados perante o Ministério Público (...) apresentam indícios suficientes de autoria e materialidade, os quais resultam das declarações da ofendida, acostado nos autos. O fato está dotado de especial gravidade”.


No entanto, após ser intimado a se apresentar, Fransueliton descumpriu todas as medidas protetivas e chegou a ameaçar a vida de sua própria filha. Na determinação da Justiça, a juíza Carmen Paiva destaca: “o requerido, após intimado das medidas protetivas fixadas (...) tornou a agir contra a ofendida, ameaçando-a e adotando atitude violenta”. Consta no processo que Fransueliton invadiu a casa do namorado de sua filha, pegou os pertences da menina, os levou para casa e afirmou que se a mesma não voltasse, ele iria busca-la à força e “daria um tiro na sua perna e quebraria seu pescoço”.


Além da medida protetiva referente ao caso do estupro, Fransueliton estava também sob outra restrição judicial referente a agressões e ameaças contra sua ex-mulher. Tendo em vista toda a materialidade dos atos praticados, a juíza Carmen Paiva determinou que o suspeito fosse preso preventivamente como forma de resguardar a ordem pública e a integridade física e psíquica da vítima. 

FONTE: Portal O Dia

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium