Quarta, 15 de agosto de 2018
86 99570 3774 - Atual Sistema de Comunicação CNPJ 17.061.655/0001-72

34º

Min 24º Max 36º

Claro

Barras - PI

às 17:46
Geral

07/06/2018 ás 16h58

Direto da Redação

Barras / PI

Governo do Piauí já está com R$ 315 milhões em conta e retomará obras
Valor de R$ 315 milhões referentes ao empréstimo feito pelo Governo do Estado junto à Caixa estão em conta do governo após liberação na quarta (06)
Governo do Piauí já está com R$ 315 milhões em conta e retomará obras
 

Já está em uma conta específica do Estado, os R$ 315 milhões referentes ao empréstimo feito pelo Governo do Estado junto à Caixa. Os recursos são oriundos do Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa II) e foram liberados após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) expedida pelo ministro relator Edson Fachin.


Todo o recurso será destinado à realização de obras de infraestrutura, implantação e recuperação de rodovias, melhoria da mobilidade urbana e saneamento básico.


Para o secretário de Estado da Fazenda, Rafael Fonteles, a chegada do dinheiro é uma vitória do povo do Piauí. “É uma vitória importante do povo do Piauí. Os recursos serão integralmente utilizados para obras, sejam para mobilidade urbana, rodovias e obras estruturantes, como a duplicação das BRs,  adutora do litoral, dentre  muitas outras”, disse o gestor.


O contrato foi assinado no fim de janeiro deste ano entre o Governo do Estado e a Caixa. Devido à demora do banco para liberar o recurso, o Estado do Piauí ajuizou ação no STF para que a instituição financeira fizesse o repasse.


De acordo com Rafael Fonteles, a liberação desafoga as obras do Estado, mas a situação em relação à crise ainda é de alerta. “Desafoga com certeza a parte das obras. Em relação às despesas correntes, continua o desafio. Estamos ainda no fio da navalha, ainda mais com o governo federal se apropriando de recursos dos Estados. Estima-se que o Piauí tenha R$ 600 milhões para receber”, declarou o secretário.


Finisa I


A primeira parte do empréstimo Finisa I (contrato 0482405-71) foi paga em agosto de 2017, no valor de R$ 307 milhões, dinheiro usado pelo Estado para pagamento de várias obras.


A segunda parcela, no valor de R$ 300 milhões, desse mesmo contrato, ainda não foi liberada porque a Caixa está analisando a prestação de contas referente à primeira parcela.

FONTE: Oito Meia

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium