Quarta, 15 de agosto de 2018
86 99570 3774 - Atual Sistema de Comunicação CNPJ 17.061.655/0001-72

34º

Min 24º Max 36º

Claro

Barras - PI

às 17:47
Educação

30/05/2018 ás 08h54

Direto da Redação

Barras / PI

Professores do Piauí protestam contra o aumento de impostos.
Em novembro do ano passado, a Assembleia Legislativa também aprovou um pacote de reajuste de impostos enviado pelo governo. Na época, quem mais protestou foram os empresários.
Professores do Piauí protestam contra o aumento de impostos.
 

Um grupo de professores utilizou apitos e balões pretos para protestarem em frente à Assembleia Legislativa contra o aumento dos impostos, principalmente dos combustíveis, na manhã desta terça-feira(29). Alguns representantes do movimento foram recebidos pelo presidente da Assembleia, Themístocles Filho.


De acordo com o professor Sebastião Martins, a classe está demonstrando sua insatisfação com tudo que está acontecendo no nosso país e em mais especificamente com a política de reajustes adotados pela Petrobras.

 

“Essa política nos levou a sucessivos e constantes aumentos no preço da gasolina e de todos os combustíveis e aumentando o nosso custo de vida que afeta o orçamento de todos os brasileiros”, argumenta.

 

Ele completa que o momento oportuno, já que o Brasil todo parou com a greve dos caminhoneiros e por isso os professores resolveram também demonstrar sua insatisfação.

 

“Foi uma ideia dos professores de Teresina, aproveitando que as escolas estavam paralisadas por conta da falta de combustível, resolvemos demonstrar essa insatisfação e escolhemos a Assembleia Legislativa por representar o poder legislativo e nos reunimos aqui”, disse o professor.

 

Alguns representantes dos professores foram recebidos pelo presidente da Assembleia, deputado Themístocles Filho, que informou que o aumento ou redução de impostos é feito pelo poder executivo e que marcará uma audiência com o secretário da Fazenda, Rafael Fonteles, na próxima semana para discutir o tema.

 

O deputado também destacou que o reajuste dos professores, esperado para o salário de abril, deverá ser homologado nas próximas sessões e que sairá ainda na folha de pagamento deste mês de junho. A lei de reajuste foi aprovada neste mês pela Alepi. 

 

Em novembro do ano passado, a Assembleia Legislativa também aprovou um pacote de reajuste de impostos enviado pelo governo. Na época, quem mais protestou foram os empresários. 
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium