Quarta, 17 de outubro de 2018
86 99570 3774 - Atual Sistema de Comunicação
Educação

23/05/2018 ás 15h04 - atualizada em 23/05/2018 ás 15h12

Redação II

Barras / PI

Secretaria de Segurança Pública realiza ato Sobre Combate ao Feminicídio
uma Blitz Educativa no cruzamento da Av. Frei Serafim com Miguel Rosa em alusão ao Dia Estadual de Combate ao Feminicídio.
Secretaria de Segurança Pública realiza ato Sobre Combate ao Feminicídio
Cartaz Combate Feminicidio
A Secretaria de Segurança Pública realiza nesta quinta (24) às 06 horas uma Blitz Educativa no cruzamento da Av. Frei Serafim com Miguel Rosa em alusão ao Dia Estadual de Combate ao Feminicídio.


Convite blitz


O Dia Estadual foi instituído com o objetivo de promover campanhas, debates, seminários, palestras entre outras atividades, para conscientizar a população sobre a importância do combate ao feminicídio, na forma tentada ou consumada e demais formas de violência contra a mulher.

 

Em 2018, a Secretaria de Segurança lança a Campanha ‘’Vamos transformar nosso luto em luta!’’, alerta importante para o número preocupante de casos de feminicídio incluídos com a Lei 13.104/2015 como circunstância qualificadora do homicídio. O Piauí registrou 89 casos de feminicídio entre os anos de 2015 e meados de maio de 2018.

 

Um dia para lembrar que o enfrentamento do feminicídio tem de ser diário, e precisa de divulgação e engajamento para que todos: governo, mídia, igreja, escolas, cidadãos e cidadãos, levantem essa bandeira.

 


Em nosso Estado, o governo tem buscado impedir esse crime hediondo e doloso, que, inclusive, vai a júri popular. Confira algumas medidas:

 

• Criação e implementação do Núcleo Policial Investigativo do Feminicídio.

 

• Mapeamento dos índices de criminalidade, levando em consideração o feminicídio como categoria autônoma.

 

• Campanha ACORDA CINDERELA - Prevenção à violência sexual perpetrada com a droga “Boa noite, Cinderela”.

 

• Implementação da Delegacia de Defesa dos Direitos da Mulher na cidade de Bom Jesus.

 

• Implementação da 4ª Delegacia da Mulher – DEAM, na capital - Zona Sul.

 

• Criação e implementação do Plantão Policial Metropolitano de Gênero - capital.

 

• Desenvolvimento de metodologia específica para a investigação do feminicídio.

 

• Prêmio SELO DE PRÁTICAS INOVADORAS 2017- Fórum Brasileiro de Segurança Pública em São Paulo.

 

• Lançamento do APP SALVE MARIA.

 

• Capacitação das Delegadas de Polícia da capital com foco na atualização da Lei Maria da Penha e Feminicídio tentado.

 

• Caravana SALVE MARIA: capacitação dos profissionais de segurança pública na investigação na perspectiva de gênero e divulgação do aplicativo Salve Maria.

 

• Ampliação do atendimento do Plantão de Gênero 24 horas.

FONTE: SSP PI

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium