Quinta, 18 de outubro de 2018
86 99570 3774 - Atual Sistema de Comunicação
Saúde

29/04/2018 ás 08h44

Redação II

Barras / PI

Equipe médica retirou sedativos da paciente internada com H1N1
Infecção está controlada segundo a equipe do HUT
Equipe médica retirou sedativos da paciente internada com H1N1
Reprodução

A equipe médica do Hospital de Urgência de Teresina já retirou os sedativos da paciente de apenas 13 anos internada com H1N1.


Segundo o último boletim obtido pelo visaopiaui.com na tarde deste sábado (28), a jovem está consciente e a infecção já está controlada. O estado da paciente já considerado estável e ela permanece internada na UTI ainda sem previsão de alta.


Ainda neste fim de semana uma escola bilíngue da zona Leste de Teresina enviou comunicado aos pais onde confirma que um dos alunos está afastado da escola por suspeita de infecção pelo vírus Influenza A H1N1. No aviso, a escola informa que a família está comprometida em seguir as recomendações médicas e o aluno encontra-se estável.


"Ressaltamos que, desde o aparecimento dos primeiros sintomas, o aluno não vem à escola, estando ausente desde o dia 20 de abril", diz a nota.


Na escola, para minimizar a possibilidade de transmissão do vírus foram tomadas medidas como higienização dos espaços e utilização de álcool gel pelos funcionários e crianças. 


Em Teresina, sete casos de H1N1 foram confirmados pela Fundação Municipal de Saúde (FMS) e outros 17 ainda estão em investigação. Este ano foram registrados 52 casos de Síndrome Respiratória Grave.



A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza (H1N1) já começou e será realizada até 1 de junho de 2018 e o dia D é 12 de maio. No Piauí, estima-se vacinar, aproximadamente, 800 mil pessoas. 


Público vacinal


    • indivíduos com 60 anos ou mais de idade;
    • crianças de seis meses a menores de cinco anos de idade (quatro anos, 11 meses e 29 dias);
    • gestantes e puérperas;
    • trabalhadores da saúde;


    • povos indígenas;



  1.     • grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais;
        • professores das escolas públicas e privadas;
        • adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas;
        • população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.
     
    A população deve procurar os postos de vacinação dos seus municípios. 

FONTE: Cidade verde

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium